Imagine-se em um drone, de onde você consegue ter uma visão global de como pessoas e organizações atuam na capacitação e gestão do conhecimento. A partir de cada um destes pilares, constroem-se duas novas situações, o cenário comum e o cenário ideal.

Gestão da capacitação – cenário ideal

A variação entre os pilares é mínima, porém, quando se estreita aos cenários, ela cresce. No pilar pessoas, temos o cenário ideal das que buscam capacitação a todo momento. Temos também o cenário, comum das que se sentem preenchidas com o conhecimento que possuem.

Já no pilar das organizações, temos o cenário ideal das que buscam capacitar seus colaboradores e o comum das que não investem em treinamentos.

Todos os cenários se misturam e é até possível encontrar os quatro em uma mesma empresa. Colaboradores com potencial e vontade de efetuar um treinamento, sem respaldo da organização. Temos também organizações capazes de bancarem viagens sem interesse por parte dos colaboradores.

Concentrando-se no cenário ideal, tem-se organizações e colaboradores com interesse em capacitação. Nessa situação, ambos entendem que o retorno sobre investimento em estudos potencializa o surgimento de novos líderes, como você pode ver no post Como identificar novos líderes.

Transferência de conhecimento

Hoje, são premissas básicas, dominar as ferramentas de trabalho, estar apto às mudanças em seu fluxo e ser capaz de sugerir novas ideias.

Esses skills precisam estar definidos por prioridades. Em outras palavras, para que o colaborador consiga sugerir novas ideias à organização é necessário que ele esteja apto às mudanças que ocorrem. E para que esteja apto às mudanças, é necessário que domine as ferramentas de trabalho. Por fim, é inegável reconhecer que para dominar as ferramentas de trabalho, somente através de capacitação.

Este ciclo acontece durante toda a vida profissional. Quando colaborador e organização conseguem enxergá-lo, sentem a necessidade de apoio da detentora do conhecimento. São solicitadas consultorias, acompanhamento especial para entender a utilização de softwares e principalmente cursos online e presenciais como instrumento de transferência de conhecimento.

Neste sentido, somente a empresa que fornece o software é capaz de capacitar os colaboradores de uma organização. Ela é a fonte de criação e conhecimento, sabe como ninguém cada um dos atalhos e a correta utilização de seu sistema.

SoftExpert Education Center

Na SoftExpert, tem-se a mesma visão. Por isso, possuímos a área de educação corporativa conhecida como Education Center. Aqui, são desenvolvidos treinamentos através da visão do cliente na utilização do SE Suite.

Esta área é especializada em capacitar usuários gestores e consultores. Os cursos trazem uma visão dinâmica dos componentes. Eles buscam exemplos nas melhores práticas de mercado e orientam o espectador na matriz de conhecimento sem perder o foco.

Cada um dos módulos da suite é tratado de forma especial, possuindo um fluxo e um cenário para fácil compreensão por parte do aluno. As lições são produzidas com a expertise de uma equipe multifuncional de designers, consultores e desenvolvedores da ferramenta.

Conheça nosso canal no Youtube. Conheça também nossa Store, onde você pode encontrar todos os materiais de capacitação que temos à disposição.

Se você e sua organização estão em busca de capacitação, sem dúvidas, será lado a lado com a área Education Center, o caminho mais prático para o domínio completo do SE Suite.

Conheça a Education Center Store!

 

 

Willian Caldas

Autor

Willian Caldas

Designer instrucional na SoftExpert. É formado em Produção Multimídia e pós-graduando em Marketing Digital.

Você também pode gostar:

Receba conteúdo gratuito em seu e-mail!

Assine nossa Newsletter e receba materiais sobre as melhores práticas em gestão produzidos por especialistas.

Ao clicar no botão abaixo, você confirma que leu e aceita nossa Política de Privacidade.