O guia completo sobre a ISO 50001 – Sistema de Gestão de Energia‎

Muito se fala sobre sustentabilidade nas empresas. Entretanto, poucas delas sabem como agir para otimizar o consumo de energia, reduzir custos e ajudar a preservar o meio ambiente.

Por incrível que pareça, muitas empresas ainda acreditam que os sistemas de gestão de energia estão distantes da realidade, são complexos de implementar ou que se aplicam somente a grandes indústrias.

É aí que elas se enganam! Hoje desde hospitais até estádios de futebol já contam com sistemas de gestão de energia.

Apesar de recentes, a ISO 50001 e os sistemas de gestão de energia chegaram para ficar e podem ser integrados a outros sistemas de gestão (qualidade e meio ambiente por exemplo), gerando inúmeras vantagens.

Está pronto para entrar neste mundo sem volta? Então continue lendo este post até o final.

Afinal, o que é a ISO 50001?

A ISO 50001 é uma norma que fornece requisitos e orienta as organizações que buscam estabelecer, implementar, manter e aperfeiçoar um sistema de gestão de energia. A norma se baseia em boas práticas seguidas no mundo todo e que são essenciais para que o negócio se torne sustentável. Ela foi publicada em 2011, está se tornando cada vez mais popular. Foi elaborada para ajudar as organizações a gerenciar de forma cuidadosa o uso da energia entre seus processos, a identificar oportunidades de melhoria e evitar o desperdício de recursos.

A norma fornece uma metodologia padronizada para medir o consumo de energia através de processos individuais e para conectá-los aos esforços de sustentabilidade.

A ISO 50001 segue a estrutura de alto nível, já utilizada por outros padrões como ISO 9001 e ISO 14001. Ambos são baseados no conceito do PDCA (PLAN-DO-CHECK-ACT) seguido pela ISO e focado no ciclo de melhoria contínua. Isso significa que a empresa deverá buscar de forma constante, maneiras de otimizar o uso da energia.

Muitas pessoas buscam a ISO 50001 em PDF para download. No entanto a norma não é gratuita. No Brasil ela é traduzida e comercializada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e você pode conseguir maiores informações no site da entidade.

Por que implementar um sistema de gestão de energia?

O aumento da concorrência incentiva as empresas a buscarem maior eficiência por meio da redução de custos operacionais. Estima-se que, em algumas indústrias eletro intensivas, as despesas com energia podem representar mais de 30% do custo final de produção. O aumento constante nos preços do petróleo, eletricidade, gás e outras fontes de energia, gera um grande impacto na economia do setor industrial. Mas ao mesmo tempo, é uma grande oportunidade para ações de melhoria.

A redução do consumo de energia é reconhecida como uma das estratégias mais eficazes para elevar a competitividade e as receitas de uma empresa, além de fortalecê-las diante de cenários de incerteza e instabilidade econômica.

Quais são os benefícios de implementar um sistema de gestão de energia?

Ao implementar estratégias de economia de energia, as empresas podem se beneficiar de diversas formas. Abaixo estão destacadas três delas:

1. Diferenciação de produtos e acesso facilitado a mercados exclusivos

As empresas podem obter certificações que melhorarão sua imagem no mercado. Ao ganhar destaque sobre a concorrência, seus produtos poderão alcançar clientes mais exigentes.

2. Diminuição de riscos e incertezas

As grandes indústrias muitas vezes se concentram apenas em atingir as metas de produção. A eficiência energética é raramente observada, o que frequentemente resulta no aumento de custos e na redução de lucros. Otimizar o consumo de energia ajuda a elevar a saúde financeira das empresas.

3. Proteção ambiental

Nos últimos anos, muitos países foram contemplados com novas leis, acordos ou regulamentos energéticos, tais como redução da pegada de carbono ou acordos sobre alterações climáticas. Essas mudanças forçaram muitas organizações a mitigar os riscos ambientais, afim de manter sua presença no mercado. Ao demonstrar compromisso com a melhoria do desempenho ambiental, as organizações podem conquistar novos clientes que buscam por produtos ecologicamente corretos.

Como implementar um sistema de gestão de energia de acordo com a ISO 50001?

A ISO 50001 deve contemplar todos os níveis do negócio, da mesma forma que acontece com a norma ISO 14001. Isso inclui especialistas em meio ambiente, especialistas ligados aos principais processos da empresa e outras lideranças.

Aqui estão os princípios básicos da estrutura da ISO 50001, seguindo o PDCA:

Planejar

  • Avalie o cenário atual e estabeleça metas para o consumo de energia.
  • Defina objetivos e alvos que você deseja atingir.
  • Estabeleça planos de ação para trabalhar nas oportunidades de melhoria.
  • Estabeleça indicadores de desempenho para acompanhar o consumo de energia.

Fazer

  • Delegue tarefas aos membros da equipe, com competência para implementá-las.
  • Implemente os planos de ação definidos na etapa de planejamento.

Checar

  • Monitore os processos e realize medições sobre o uso de energia.
  • Verifique seus resultados em relação às metas e objetivos.
  • Comunique os resultados para as partes interessadas.

Agir

  • Uma vez que os resultados foram alcançados, estabeleça novos objetivos para melhorar continuamente. Caso os resultados não tenham sido alcançados, é preciso determinar as razões e tomar medidas para corrigir os problemas.

Qual a relação entre a ISO 50001 e a sustentabilidade?

Para ser bem-sucedido, todo plano de sustentabilidade precisa tratar da otimização no consumo de energia. Por isso, a implementação da ISO 50001 é uma excelente maneira de contribuir com a sustentabilidade das organizações.

A norma ajuda a maximizar o uso de energia a partir de fontes renováveis, e a encontrar equipamentos para realizar tarefas de forma mais eficiente, consumindo menos energia.

Além disso, a ISO 50001 também ajuda a gerenciar o consumo de energia relacionado a toda a cadeia de suprimentos. Contar com uma cadeia de fornecedores que se preocupam com a sustentabilidade, é uma das maneiras mais eficientes de levar seus negócios a uma condição sustentável.

Considerações finais

O processo de certificação não é obrigatório para se obter todos os benefícios da ISO 50001. No entanto, ao conquistar o certificado com o apoio de uma entidade de certificação profissional, os resultados serão alcançados de maneira muito mais rápida.

Também será mais fácil gerenciar o consumo de energia com apoio de um software automatizado. Empresas que já possuem um sistema de gestão ambiental ou certificação ISO 14001, poderão capturar os dados necessários para a ISO 50001 com maior facilidade.

Se sua empresa pretende se tornar líder em sustentabilidade, talvez seja hora de considerar a certificação ISO 50001.

Se você tiver interesse em saber mais sobre este assunto, convido para assistir ao webinar O futuro sustentável não existe sem a gestão da energia: Sua empresa está preparada?

Este webinar explica como a implementação de um sistema de gestão de energia ajuda a utilizá-la de maneira mais racional, promovendo a redução dos impactos climáticos, sustentando o crescimento da economia, além de prevenir a ocorrência de crises energéticas.

É só clicar no banner abaixo!

Marcelo Becher

Autor

Marcelo Becher

Especialista em Gestão Estratégica pela PUC-PR. Analista de negócios e mercado na SoftExpert, fornecedora de softwares e serviços para automação e aprimoramento dos processos de negócio, conformidade regulamentar e governança corporativa.

Você também pode gostar:

Receba conteúdo gratuito em seu e-mail!

Assine nossa Newsletter e receba materiais sobre as melhores práticas em gestão produzidos por especialistas.

Ao clicar no botão abaixo, você confirma que leu e aceita nossa Política de Privacidade.