A Gestão de Mudança é a disciplina que visa garantir que iniciativas de transição sejam bem-sucedidas e não causem impactos negativos aos negócios.

No mundo todo, as organizações vivem um processo constante de adaptação a fim de sustentar seus planos estratégicos, atender a exigências regulatórias, demandas operacionais ou de interesse dos acionistas.

Estas mudanças sempre vêm acompanhadas de obstáculos. Em determinadas situações, o planejamento e a gestão inadequada acabam trazendo mais problemas do que benefícios.

Conheça as 7 estratégias para a Gestão de Mudança bem-sucedida:

As estratégias apresentadas a seguir são uma adaptação do modelo proposto pela consultora Karen Tricomi. Ela possui 25 anos de experiência nas áreas de comunicação, gestão de mudança de alta complexidade e processos. Atualmente atua pela empresa de consultoria The Process Geek.

  1. Estabeleça os objetivos

Uma vez identificada a necessidade de mudança, o primeiro passo é estabelecer os objetivos. Partindo da situação atual, qual a situação que se deseja alcançar no futuro?

  1. Identifique e envolva as partes interessadas desde o início

A gestão de mudança precisa examinar a transição de forma sistêmica. É necessário compreender quem será afetado e de que maneira. Quais as áreas e colaboradores envolvidos? Como a mudança impacta os clientes? Convide também outras áreas e equipes de trabalho. Apresente os objetivos da mudança e ouça atentamente as colocações para garantir que todos os aspectos estejam cobertos pela iniciativa. Isso é fundamental para que a mudança ocorra de forma bem-sucedida.

  1. Utilize a comunicação a seu favor

Comunique os envolvidos antes mesmo de iniciar o processo, mesmo que a mudança seja pequena. Através de uma mensagem simples e clara, diga as pessoas quando, onde, como, quem e principalmente, o porquê da mudança. Utilize os feedbacks recebidos como mais um meio para garantir que todos os aspectos que envolvem a mudança já estejam previstos. O processo de comunicação pode ocorrer através de e-mails, newsletters, blogs, intranet, entre outros.

As pessoas tem um papel fundamental para o sucesso da mudança

  1. Envolva as pessoas

As pessoas são a engrenagem que move a empresa. Mas também um dos principais obstáculos quando se trata de implementar uma mudança. Envolva os colaboradores preocupados com a mudança, os gestores que acreditam nela e aqueles com uma percepção negativa também. Cada um pode trazer contribuições diferentes e valiosas para o processo. Cada um tem suas próprias crenças e valores, que muitas vezes são impactadas pela mudança. Portanto, um dos desafios é fazer com que as pessoas entendam e acreditem nos benefícios da mudança. Apresente especificações e protótipos, destacando os pontos positivos e negativos. Se as pessoas não visualizarem os benefícios, elas simplesmente não terão interesse em mudar e criarão resistência.

  1. Divida as entregas

Trabalhe com a iniciativa em pedaços menores. Estabeleça diferentes ciclos para planejamento, levantamento de requisitos, elaboração de especificações, execução de testes de aceitação, entre outros. Busque junto às partes interessadas a aprovação para as especificações e protótipos. Enquanto critérios de aceitação são importantes para que a iniciativa possa evoluir para a próxima etapa, o desdobramento em ciclos menores permite validações e ajustes no decorrer do projeto.

  1. Envolva-se

A patrocinador da mudança não pode simplesmente carregar o título e observar o projeto a distância. Ele precisa se envolver em cada fase do processo. Cabe a ele validar se a ideia realmente pode ser encarada como um objetivo, e se o objetivo realmente pode ser implementado. É importante se envolver a fundo com os detalhes. Isso pode ser um pouco incômodo, mas com certeza vai resultar numa mudança bem-sucedida.

Mantenha canais de comunicação

  1. Forneça suporte depois da implantação

Uma vez que a implementação for concluída, é importante manter canais de comunicação. Assim os envolvidos podem efetuar perguntas e relatar problemas.

Mudanças de grande magnitude podem ser difíceis de implementar e gerar bastante stress, ou podem ser implementadas de forma tranquila e harmoniosa. O que faz com que as pessoas afetadas fiquem satisfeitas ou insatisfeitas com a mudança, é a forma como elas são preparadas, o envolvimento e apoio que lhes é dado, antes, durante e depois da mudança.

Marcelo Becher

Autor

Marcelo Becher

Especialista em Gestão Estratégica pela PUC-PR. Analista de negócios e mercado na SoftExpert, fornecedora de softwares e serviços para automação e aprimoramento dos processos de negócio, conformidade regulamentar e governança corporativa.

Você também pode gostar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba conteúdo gratuito em seu e-mail!

Assine nossa Newsletter e receba materiais sobre as melhores práticas em gestão produzidos por especialistas.

Ao clicar no botão abaixo, você confirma que leu e aceita nossa Política de Privacidade.