Nenhuma empresa quer falhas acontecendo em sua operação. Mas mesmo com todas as medidas preventivas, falhas acontecem de tempos em tempos, podendo resultar em graves consequências financeiras.

É preciso saber administrar as falhas e as perdas ocorridas. Tarefas administrativas rotineiras, como reunir informações de perda em várias linhas de negócios, documentar exceções, calcular informações de perda bruta, alocar capital apropriado e relatar exposições de risco à gerência sênior e ao conselho de administração, exigem muito tempo e esforço.

Um mecanismo eficiente para controle de perdas que monitore as perdas em toda a empresa tem se tornado um elemento cada vez mais importante.

O primeiro passo, que é o foco principal deste post, é entender o evento de perda (Loss Event), como classificá-lo e porque é importante registrá-lo.

O que são eventos de perda interna?

Eventos de perda interna podem ser vistos como eventos reais, potenciais e “quase perdas” vivenciados por uma organização:

  • Perda real – um incidente que resultou em um impacto financeiro negativo para os negócios;
  • Perda potencial – um incidente que foi descoberto que pode ou não resultar em uma perda financeira;
  • Quase perda – um incidente descoberto por outros meios que não as práticas operacionais padrão (até por sorte) ou por ação de gerenciamento específica que resultou em um impacto financeiro nulo ou positivo (deve-se ressaltar que uma quase perda pode resultar em um ganho financeiro).

As fontes de eventos de perda podem ser consideradas de duas maneiras:

  • como resultado de um novo risco para a organização, levando a um evento de perda;
  • como resultado de uma falta de controle ou falha de controle em um risco já identificado.

Por que eles são importantes?

O rastreamento de dados internos de eventos de perda é um componente essencial da gestão de riscos e contribui para a avaliação e o monitoramento de riscos. Ao capturar informações de eventos de perda de maneira consistente, as organizações podem:

  • medir a exposição ao risco com mais precisão;
  • justificar o custo de controles novos ou aprimorados e comparar a eficácia dos controles;
  • identificar tendências e lições a serem aprendidas ao longo do tempo;
  • usar os  dados de perda como uma entrada potencial para cálculo de capital.

O gerenciamento robusto de riscos depende de um volume e qualidade suficientes de dados para que a análise seja significativa e as tomadas de decisão sejam eficazes, portanto, a integridade dos dados é importante em qualquer banco de dados de eventos de perda.

Como classificar um evento de perda?

Antes de classificá-los, devem ser definidos limites que caracterizem um evento de perda como real, potencial ou quase perda. Eventos de perda que excedem esses limites devem então ser registrados e classificados em um banco de dados interno de eventos de perda.
classificar novo evento de perda

Uma base de conhecimento importante

Pode-se pensar que as perdas decorrentes de uma falha ou falta de controle e/ou alguns imprevistos representam uma visão do passado, enquanto que a gestão de riscos deveria ser prospectiva. Porém, os eventos que já ocorreram podem ocorrer novamente e envolver impactos mais significativos. Nesse sentido, aproveitar a oportunidade para aprender com a retrospectiva pode ser útil no desenvolvimento da previsão e antecipação.

Se implementados de maneira eficaz, os resultados positivos do processo interno de eventos de perda não são apenas uma resposta mais bem informada aos riscos atuais, mas também um gerenciamento mais bem informado de riscos futuros.

Tobias Schroeder

Autor

Tobias Schroeder

Especialista em Gestão Estratégica pela UFPR. Analista de negócios e mercado na SoftExpert, fornecedora de software para automação e aprimoramento dos processos de negócio, conformidade regulamentar e governança corporativa.

Você também pode gostar:

Receba conteúdo gratuito em seu e-mail!

Assine nossa Newsletter e receba materiais sobre as melhores práticas em gestão produzidos por especialistas.

Ao clicar no botão abaixo, você confirma que leu e aceita nossa Política de Privacidade.