A necessidade é a mãe de todas as invenções, mas, às vezes, ela também é a fonte de grandes frustrações. Sua equipe precisa de dados e processos para operar com fluidez e eficácia, mas como você determina qual deve ser o verdadeiro escopo ou visão do projeto? Da mesma forma que a emergência de um hospital possui um sistema de triagem de pacientes, você também precisa criar uma forma de triagem para os primeiros passos da sua visão de PLM – Product Lifecycle Management.

1. Identifique os pontos mais críticos

Quais são as maiores lacunas de sua equipe? As mais comuns estão no núcleo da fundação da maioria dos fabricantes de produtos.

  • Gestão de dados e visibilidade
  • Tempo de comercialização (time-to-market)
  • Compliance
  • Custos
  • Colaboração
  • Garantia da qualidade

2. Defina seus donos

Depois de definir suas maiores necessidades, você deve nomear um “proprietário”. Isso não quer dizer escolher alguém que será o culpado, mas sim escolher alguém que irá definir os requerimentos para alcançar um objetivo melhor.

Por exemplo, se a Gestão de Dados é um ponto crítico, os “proprietários” precisarão responder:

  • Quem pode acessar os dados e definir níveis de segurança?
  • Quais sistemas precisarão ser integrados e quais campos deverão ser mapeados?
  • Como você gerencia o controle de versões e onde pode ver o log histórico?
  • Como você define, gerencia e revisa mudanças?
  • Como você integra e gerencia informações de fornecedores e distribuidores?

3. Seja específico

Você não só irá precisar definir os pontos críticos detalhadamente, mas também precisá responder questões sobre como eles irão melhorar as métricas e medir o sucesso no futuro.

Novamente, com a Gestão de Dados, eles não devem somente ter objetivos gerais, mas devem ter metas específicas:

  • Quais são os processos atuais para inserir nossos custos com materiais e atributos em cada sistema?
  • Quem está inserindo esses dados?
  • Qual é o custo real?
  • Qual a porcentagem de erro para cada registro duplicado? (ex: inserir a mesma informação de materiais no ERP)
  • Quanto tempo será economizado integrando o PLM com o sistema antigo?
  • Qual é a projeção de economia com os recursos (quantidade e custo)?

4. Reveja metas com parceiros

Depois que os “proprietários” definiram a visão, eles precisam alinhar seus objetivos e garantir que os objetivos da empresa serão atingidos.

Por exemplo, a Gestão de Dados tem papel importante na análise para:

  • Compliance
  • Custos
  • Objetivos de pesquisa e desenvolvimento para atender os requisitos do produto
  • Consistência e qualidade em todas unidades da empresa

5. Crie um plano formalizado

Depois que os “proprietários” definirem seus objetivos e os alinharem com os parceiros, crie um plano formalizado.

Esse plano não só deve incluir as métricas (item 3), mas também um cronograma para implementar, monitorar o progresso e avaliar os objetivos.

Esses 5 passos farão que sua equipe opere com mais fluidez e eficácia. Eles servirão como estímulo, fazendo com que a equipe valorize cada vez mais os processos implantados e dados coletados na empresa incentivando o crescimento contínuo de todos.

 

Gus Oliveira

Autor

Gus Oliveira

Gustavo Oliveira é graduado em Administração de Empresas e em Economia pela Universidade de Massachusetts - Dartmouth (EUA). Gustavo possui experiência na indústria de software para excelência empresarial e também na área financeira e de desenvolvimento de negócios, atuando em grandes empresas nos Estados Unidos e no Brasil como analista financeiro, consultor de estratégia de negócios e consultor sênior de projetos.

Você também pode gostar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba conteúdo gratuito em seu e-mail!

Assine nossa Newsletter e receba materiais sobre as melhores práticas em gestão produzidos por especialistas.

Ao clicar no botão abaixo, você confirma que leu e aceita nossa Política de Privacidade.