ISO 22000 ou FSSC 22000? Entenda as diferenças

No princípio havia o HACCP (ou, em português, APPCC), e eu estava feliz com ele! Com ele vieram as BPFs, os PPRs e claro, a ISO 22000 com toda a credibilidade e notoriedade de uma norma ISO. Mas parece que ainda não era o suficiente. Temos então a FSSC 22000 com o tão cobiçado reconhecimento da GFSI. Ficou confuso? Vamos destrinchar esse nó de siglas.

O mercado de alimentos e bebidas é um mercado altamente regulamentado. Isso porque a saúde do consumidor é algo muito sério. Então é natural que existam meios formais para garantir que todo o processo produtivo de alimentos esteja livre de riscos que possam causar dano à saúde do consumidor.

A ISO 22000 e seu background

A ISO, com sua autoridade nas questões regulamentares em geral, criou a ISO 22000, que é um sistema de gestão de segurança de alimentos que pode ser aplicado por todas as empresas da cadeia de produção de alimentos, desde o produtor de sementes, até os serviços de entrega.

A ISO 22000 incorporou a metodologia HACCP (ou APPCC – Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle) e as Boas Práticas de Fabricação (BPF), que dentro do contexto da segurança de alimentos fazem parte do Programa de Pré-Requisitos (PPR). Tanto o APPCC, como os PPRs são esquemas bem familiares para qualquer empresa do setor alimentício, já que eles oferecem instruções práticas, embora abrangentes no sentido de escopo de aplicação.

A prestigiada GFSI

A ISO 22000 é certificável. Mas dentro do mercado de alimentos, existe outra organização que tem mais credibilidade. Trata-se da GFSI (Global Food Safety Initiative). Esta credibilidade e prestígio vem do próprio mercado e das grandes empresas que adotam e suportam essas iniciativas.

A GFSI não é uma norma. Mas ela avalia normas existentes e dá seu aval de reconhecimento. E adivinhem, a ISO 22000 tentou, mas não conseguiu ser reconhecida pela GFSI! Mas quais os motivos? Principalmente pelo fato de todos requisitos desta norma serem genéricos e não pormenorizam os programas de pré-requisitos a ser implementados.

O oportunismo da FSSC 22000

É neste ponto que surge a FSSC 22000. A FSSC  (Food Safety System Certification) é um órgão independente que criou um esquema baseado na ISO 22000, mas que é mais específico a ponto de conseguir o reconhecimento da GFSI.

A FSSC 22000 nada mais é do que:

  • ISO 22000
  • ISO 22003 – especificação técnica que detalha quais e como os programas de pré-requisitos devem ser implementados
  • Alguns requisitos adicionais estabelecidos pela proprietária

A FSSC 22000 é menos abragente que a ISO 22000. Hoje ela é aplicável somente para as empresas de processamento industrial de alimentos, de catering, agricultura e fabricantes de embalagens de alimentos. A medida que novas especificações técnicas forem sendo aprovadas este escopo de certificação será ampliado.

Diferenças entre ISO 22000 e FSS 22000

É importante lembrar que a FSSC 22000 não é o único padrão reconhecido pela GFSI. Existem outros como o IFS, SQF, BRC, GRMS, entro outros. Então, a FSSC 22000 é somente uma das opções para você ser respeitado pelo mercado. Mas claro, se você já é certificado ISO 22000, a FSSC 22000 é o caminho mais curto para obter um certificado reconhecido pelo GFSI.

Espero ter ajudado no entendimento geral dos possíveis caminhos a se trilhar no campo dos sistemas de gestão de segurança de alimentos. Nos próximos posts, iremos mais a fundo em cada um deles.

Enquanto isso, dê uma olhada nesse infográfico que criei sobre o uso da tecnologia na segurança de alimentos. Espero que goste!

Sugestões