Você sabia que a identificação de riscos é a parte mais importante do processo de gerenciamento de riscos? Essencial para o sucesso de projetos e até mesmo para a organização como um todo, a identificação de riscos permite a detecção de possíveis ameaças antes que elas impactem negativamente os colaboradores ou a empresa.

Riscos são inerentes aos negócios e um bom gerenciamento pode ser o fator determinante para o sucesso no atingimento dos objetivos de uma organização. Uma vez que se você falha na identificação de um risco, também se perde uma oportunidade de evitá-lo. E oportunidades perdidas podem se transformar em grandes prejuízos.

Os riscos podem ter várias origens e ter uma visão geral de todos pode ser confuso e complicado. Podemos destacar como exemplo alguns tipos de risco na figura a seguir:

Mas afinal, como descobrir problemas dos quais você nem sabe que tem?

Neste artigo, você irá conhecer métodos e ferramentas para realizar a identificação de riscos de forma mais abrangente, conferindo assim mais segurança e melhor desempenho para atingir os objetivos da sua organização.

1. Brainstorming

O brainstorming ou tempestade de ideias é o ato de reunir membros da equipe com o objetivo de levantar o maior número de ideias possíveis para criar algo novo ou solucionar problemas. Esta técnica criativa explora a diversidade de experiências e fornece a oportunidade para os membros do grupo desenvolverem as ideias uns dos outros, sendo ótima para a identificação de riscos.

Com o brainstorm, as pessoas que trabalham na linha de frente da empresa podem compartilhar suas próprias perspectivas sobre os riscos, proporcionando visões novas sobre os mesmos processos e ajudando a preencher a lacuna entre a liderança e a equipe.

Esta metodologia é simples e não exige treinamento especializado. Pode ser utilizada para a identificação de diversos tipos de riscos, auxiliando equipes desde o chão de fábrica até a alta direção.

 2. Matriz SWOT 

Geralmente usada para planejamento estratégico de empresas e novos projetos, a matriz SWOT ou FOFA (Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças) pode ser uma valiosa ferramenta para identificação riscos por uma nova perspectiva.

Identificamos forças e fraquezas do ambiente interno no lado esquerdo e no lado direito as oportunidades e ameaças do ambiente externo:

A matriz SWOT é útil para identificar os pontos que o projeto ou o negócio tem de positivo e o que pode ser prejudicial para alcançar seus objetivos. Lembrando que o risco é a incerteza de um acontecimento futuro, que pode ser positivo (oportunidade) ou negativo (ameaça).

3. Análise de Causa Raiz

Ferramentas comumente utilizadas para a análise de causa raiz podem ser muito proveitosas também para a identificação de riscos. Podemos citar como exemplos:

  • FMEA (Análise de modo e efeito de falha)
  • Diagrama de causa e efeito (Ishikawa ou espinha de peixe)
  • Diagrama de Pareto
  • 5 porquês

Normalmente, a análise da causa raiz é utilizada depois que um problema já apareceu, mas podemos aplicá-la de forma preventiva, tomando como ponto de partida um impacto ou risco a ser evitado.

4. Técnica Delphi

A técnica Delphi consiste no levantamento de informações de forma anônima e estruturada, geralmente feita por meio de questionários e gerenciada por um facilitador responsável por compilar as ideias (riscos) apontadas pelos especialistas.

Em cada rodada os especialistas formulam individualmente uma lista de riscos (ou respondem a um questionário específico) e entregam ao facilitador. Os resultados da primeira rodada, depois de resumidos, fornecem a base para a segunda rodada e assim por diante. Com base nos resultados das informações coletadas em cada rodada, os especialistas podem rever sua opinião, alterá-la ou apresentar novos argumentos. Este processo continua até que todos os participantes cheguem a um acordo.

Como aprimorar a gestão da governança, riscos e conformidade

Este método é uma forma eficaz de chegar a um consenso principalmente quando muitas pessoas estão envolvidas. Além disso, o anonimato permite que os especialistas expressem suas opiniões livremente e evita erros, revisando as previsões anteriores a cada rodada.

5. Entrevistas

Os riscos podem ser identificados por meio de entrevistas com os participantes do projeto ou especialistas da área em questão que se busca fazer o levantamento de riscos. Com a diversidade de experiência e especialidade de cada um consegue-se atingir um maior número de apontamentos no processo de identificação de riscos.

6. Inspeções

Muito importante e essencial na identificação de riscos, a inspeção é o resultado da visita às instalações e do contato com os membros da equipe.

As inspeções são normalmente orientadas por checklists, onde se elencam itens, processos, equipamentos ou instalações a serem verificados. O seu objetivo é identificar, prevenir e corrigir situações que não estejam em conformidade com o padrão esperado.

6. Revisar requisitos e documentações

Os requisitos contêm riscos significativos. Além de garantir a entrega de produtos, projetos e serviços de qualidade, o cumprimento de requisitos legais também evita multas, penalidades e diversos prejuízos financeiros. Portanto, a análise e revisão de requisitos aplicáveis é indispensável.

Outro ponto a ser analisado e que pode fornecer informações valiosas são os documentos. Revise documentos relativos a projetos, processos, auditorias anteriores ou indicadores de desempenho, por exemplo. A revisão da documentação pode apontar lições aprendidas, problemas e suas resoluções, permitindo assim estar mais bem preparado caso ocorra um risco semelhante ou até mesmo identifique novos riscos.

 

Gostou do conteúdo? Acesse outros materiais relacionados:

Bruna Borsalli

Autor

Bruna Borsalli

Bruna Borsalli é Analista de Negócios da SoftExpert. Especialista em Gestão da Qualidade e bacharel em Engenharia Química pela UNIVILLE, detém experiência na área de SSMA (Saúde, Segurança e Meio Ambiente), certificação de Auditora Interna de Sistema de Gestão Integrado (SGI) - ISO 9001 | 14001 | 45001 e Six Sigma Yellow Belt.

Você também pode gostar:

Receba conteúdo gratuito em seu e-mail!

Assine nossa Newsletter e receba materiais sobre as melhores práticas em gestão produzidos por especialistas.

Ao clicar no botão abaixo, você confirma que leu e aceita nossa Política de Privacidade.